Como Fazer uma Reeducação Alimentar Econômica

Uma das maiores objeções que a maioria nós tem quando o assunto é reeducação alimentar (R.A.) ou dieta para emagrecer, é que é muito caro fazer dieta ou reeducação alimentar! Mas isso não é verdade…

Hoje vamos acabar de uma vez por todas com essa objeção. Você vai descobrir como logo abaixo:

 

reeducação alimentar econômica

 

  • O que é Reeducação alimentar?
  • Qual a diferença entre Reeducação alimentar e Dieta?
  • Como economizar na reeducação alimentar?
  • Como tirar vantagem das promoções?
  • Como planejar seu cardápio da Reeducação Alimentar de forma mais econômica?

 

O que é a Reeducação Alimentar?

 

A reeducação alimentar, é a modificação dos seus hábitos alimentares, incluindo mais alimentos que fazem bem à saúde e substituindo outros alimentos refinados e pobres em nutrientes, por versões mais saudáveis.

A grande vantagem de fazer uma reeducação alimentar, é poder emagrecer sem abrir mão dos alimentos que você gosta de comer. Apenas atente para a quantidade e o número de vezes que vai poder saboreá-lo.

 

Qual é a diferença entre Reeducação Alimentar e Dieta?

 

reeducação alimentar variedade

 

A principal diferença entre Reeducação Alimentar e Dietas, é que as dietas costumam restringir alguns alimentos.

As dietas mais radicais restringem inclusive, grupos inteiros de alimentos dos seus cardápios. Isso acaba sendo complicado para muitas pessoas que estão obesas ou com sobrepeso e que realmente tem prazer na alimentação.

Essas pessoas acabam não conseguindo seguir os cardápios mais restritivos e acabam ficando frustradas e acabam comendo muito mais do que antes e ganhando mais peso ainda do que tinham. Quem aí se identifica?

Outra grande diferença entre as duas, é que a reeducação alimentar costuma demorar um pouco mais para emagrecer, enquanto as dietas trazem resultados mais rápidos.

Por último, mas não menos importante, a Reeducação Alimentar é para a vida toda! Hábitos mais saudáveis nos deixam mais saudáveis por toda nossa vida!

 

Como aproveitar as promoções e tirar vantagem delas?

 

reeducação alimentar e alimentos regionais

 

Saber aproveitar as promoções é uma grande vantagem quando o assunto é economizar na R.A, por isso tenho 7 dicas muito especiais que eu uso para me alimentar bem, gastando menos, vamos a elas:

 

1- Aproveite os dias de promoção de Setor no supermercado. Tem dias específicos para comprar carnes, hortifrúti e dependendo do mercado, podem ter outros dias com promoções diferentes, também. Verifique sempre.

2- Faça sua lista e evite comprar alimentos que não estejam nela.

3- Seja flexível, se houverem promoções de produtos similares que custem menos, ou estejam em promoção, como tipos diferentes de peixes, faça substituições inteligentes nas suas compras.

4- Mercadinhos de bairro podem ter produtos mais baratos e promoções para renovação do estoque de vegetais, legumes e frutas diariamente.

5- Evite comprar grande quantidade de verduras, por mais que estejam na promoção, pois além delas estragarem rápido, quanto mais o tempo passa, mais elas vão perdendo nutrientes importantes.

6- Cereais, sementes, castanhas, temperos e chás, costumam ser baratos se comprados a granel em Lojas de Temperos e Ervas.

7- Compre somente o que precisar, por mais que alguns alimentos perecíveis estejam baratos, não compre se você não for consumir. Se eles estragarem e você não consumir a tempo, estará jogando dinheiro fora.

 

Como montar seu cardápio gastando menos?

 

monte seu cardápio da reeducação alimentar gastando menos

 

Montar seu cardápio de reeducação alimentar econômico, não é nada complicado. Basta conhecer os seus gostos, aproveitar as boas promoções e saber quais são os alimentos sazonais.

Assim você consegue comer bem, gastando pouco. Clique aqui para ver 4 sugestões de cardápio para emagrecer. Vejamos algumas dicas em detalhe:

 

  • Evite se apegar a marcas, sempre que possível. Um iogurte desnatado pode por exemplo, custar 2 reais mais barato que o de outra marca, tire vantagem disso.

 

  • Defina quantos tipos diferentes de frutas, verduras e legumes você quer comer na semana e faça diferentes receitas com eles. Exemplo: 4 tipos de frutas, 3 tipos de verduras e 3 legumes.

Isso facilita muito dar versatilidade a sua alimentação, sem comprar alimentos demais que podem sobrar e estragar se não forem usados.

 

  • Porcione e congele sobras de alimentos, para que eles não estraguem. Isso vai evitar que você tenha que jogar comida fora e ainda vai te dar mais praticidade no dia a dia.

 

  • Verifique a tabela de alimentos sazonais e saiba o que encontrar com mais qualidade e melhor preço em cada época do ano. O CEAGESP desenvolveu uma tabela com a sazonalidade dos alimentos, vale conferir:

http://www.ceagesp.gov.br/wp-content/uploads/2015/05/produtos_epoca.pdf

 

  • Defina as receitas que vai usar no almoço e na janta, tentando otimizar o uso dos alimentos. Monte combinações diferentes, de carboidratos, proteínas, saladas, legumes e frutas. Versatilidade é a palavra-chave. Experimente os mesmos alimentos em preparações diferentes: Cru, cozido e salteado, por exemplo.

 

  • Permita-se experimentar novos alimentos e sabores.

 

  • Evite comprar os “Super alimentos” da moda. Os alimentos que estão na moda como o Sal rosa do Himalaia, por exemplo, podem custar bem mais caro que outras versões e não tem tantos benefícios que justifiquem sua aquisição.

 

  • Abuse dos alimentos regionais: Alimentos característicos da cada região, são mais acessíveis.

 

Reeducação alimentar coma mais alimentos regionais

 

Compre versões mais econômicas

 

  • Substitua damasco e tâmaras por uva passa seca ou banana passa, que costumam ser mais baratas.
  • Troque nuts mais caras como macadâmia e noz pecã por amendoim sem sal.
  • Para fazer sempre as trocas mais viáveis, você precisa conhecer as lojas da sua região. Assim você certamente tirará vantagem dos melhores preços.

 

Esse foi um dos temas mais pedidos pelos leitores do blog. Se você utilizar as dicas acima, certamente terá uma reeducação alimentar mais econômica, mas sem abrir mão do prazer de comer bem.

Se você gostou das dicas para ter uma reeducação alimentar mais econômica, não deixe de compartilhar nas redes sociais. Fique por dentro das novidades curtindo nossa Página no Facebook e nosso Perfil no Pinterest.

Gostou? Compartilhe!

GRÁTIS: 45 Dicas Infalíveis para Emagrecer Com Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *