Dietas podem te fazer engordar ainda mais!

Quantas dietas você já fez ao longo da vida? Você conseguiu manter o peso perdido depois? Talvez você até tenha perdido bastante peso, mas o fato é que cerca de 95% das pessoas que fazem dietas para emagrecer, acabam recuperando o peso perdido e muitas vezes até mais do que pesavam antes.

Isso acontece principalmente, devido as alterações metabólicas presentes em indivíduos que têm a mentalidade de dieta e também, as alterações das funções do cérebro, que controlam os estímulos relacionados a fome e a saciedade.

 

dietas podem te fazer engordar ainda mais

 

A palavra dieta, origina-se do grego diaita. Já o conceito, foi criado pelo filósofo e médico Hipócrates, que tinha como foco de estudo a comida e o ambiente em que vivemos.

Todas as dietas que conhecemos hoje, são releituras de dietas antigas, e se fizermos uma breve retrospectiva histórica, veremos como a indústria multibilionária das dietas, pode ser enganosa.

O pior é que mesmo sabendo que somos apenas mais um número na engrenagem de uma indústria que vende “doenças”, vamos continuar a seguir as dietas da moda em busca de resultados rápidos e milagrosos.

Existem sim, dietas Sérias, fundamentadas em pesquisas científicas, como a Dieta de 21 dias, por exemplo. Ma toda dieta precisa ter acompanhamento médico. Fazer dietas por conta própria pode ser um risco gravíssimo para sua saúde. Descubra agora, por que a maioria das dietas não nos ajudam a emagrecer.

 

Por que a maioria das dietas não nos ajudam a perder peso?

 

Biologicamente falando, o corpo humano foi equipado com tudo que precisamos para funcionar adequadamente, e que o corpo usa para nos manter vivos.

Nosso metabolismo não está preparado para assimilar bem as dietas restritivas, como aquelas que você só pode comer 1 grupo de alimento por dia, ou aquela da lua, em que se pode comer somente alguns tipos de alimentos compatíveis com as fases da Lua. É exatamente nesse ponto que começa o sofrimento das pessoas que fazem dietas da moda regularmente.

Você já deve ter notado que sempre ao iniciar uma nova dieta, o mais difícil é perder peso de forma consistente. Pois acontece que para perder o mesmo peso que havia perdido na última dieta, você tem que comer muito menos. Esse é o principal efeito colateral de quem faz dietas repetidamente.

Infelizmente, quando chega nesse ponto, seu metabolismo passa a gastar menos calorias do que antes, devido ao processo de adaptação do metabolismo, para manter os órgãos funcionando corretamente, por conta da escassez de alguns alimentos.

O seu corpo irá gastar menos calorias do que gastava antes do início da dieta, e esse efeito é permanente, a não ser que você adote uma alimentação balanceada.

Outro fator determinante para o ganho de peso é a má absorção de nutrientes, pois quando nosso metabolismo não está funcionando adequadamente, tendemos a não absorver os nutrientes rapidamente.

Não podemos deixar de fora, a mudança  no cérebro que foi citada lá no início desse texto, onde os sinais de fome e saciedade ficam desregulados, causando aumento de apetite, ou seja, você vai se sentir fome mais rápido.

Como sair desse círculo vicioso?

 

 

Sem dúvidas, é preciso abolir a mentalidade de dieta. Temos que respeitar nosso corpo, para isso é importante saber respeitar nossos próprios limites. Aprenda a distinguir os sinais que seu corpo dá quando algo não vai bem. Equilíbrio é fundamental!

Não faça escolhas alimentares apenas com a intenção de perder peso e, principalmente, pare de se auto julgar o tempo todo. Sua reeducação alimentar não te fará perder peso como mágica. Seja paciente e procure visualizar-se sempre no futuro, buscando resultados consistentes, a longo prazo.

Você deve estar se perguntando, mas e a pizza, o hambúrguer, o chocolate que eu amo? Eu vou poder comer estes alimentos e ainda assim emagrecer?

A resposta é sim, todos os alimentos podem ser incluídos na alimentação, com moderação. O que te faz acumular gordura corporal, não é sair para comer um pedaço de pizza com o maridão, ou levar o seu filho para tomar um sorvete, e sim a maneira como você se relaciona com a comida. Aprenda a fazer substituições mais saudáveis para os alimentos que você gosta e seja feliz!

Sabemos que a compulsão alimentar começa quando não podemos consumir determinado alimento. Portanto, a privação total de alguns alimentos, pode influenciar a perda de peso saudável, de forma negativa, gerando pensamentos e comportamentos compulsivos.

 

Se o seu objetivo é perder peso:

 

 

Antes de qualquer coisa você deve tentar entender o que de fato faz você engordar: seus sentimentos, pensamentos, como você reage em situações de perda e em situações de extrema carga emocional, bem como a forma com que você lida com a aparência do seu corpo. Tudo isso deve ser revisto.

Se há uma conexão saudável entre você e seu corpo, a probabilidade de você voltar a engordar é bem menor. Por por isso, não importa o seu peso, o que importa é como você se vê.

Mesmo não te conhecendo, posso afirmar que SIM, você é uma PESSOA MARAVILHOSA! Enxergue a sua verdadeira essência e aprenda a valorizar-se!

Lembre-se: Você não tem que sofrer se seu peso não é o que gostaria de ter hoje. O que te define não é o seu peso, o peso é apenas um número! Seja menos crítica consigo mesma.

 

Referências

  • Livro: A Tirania das dietas.
  • Livro: Dieta Nota 10

 

Se você gostou desse artigo, não deixe de compartilhar nas redes sociais. Fique por dentro das novidades curtindo nossa Página no Facebook e nosso Perfil no Pinterest.

Gostou? Compartilhe!

GRÁTIS: 45 Dicas Infalíveis para Emagrecer Com Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *