Conheça a Dieta mediterrânea

Entre as melhores dietas para emagrecer, sem prejudicar a saúde, a dieta mediterrânea se destaca bastante. Um estudo recente mostrou que essa dieta é muito saudável para o coração, já que ela pode evitar cerca de 30% das mortes por ataque cardíaco, derrames e doenças cardiovasculares em geral. No entanto, muitas pessoas não sabem como funciona a dieta mediterrânea. Por isso, confira a seguir várias informações sobre esse plano alimentar que emagrece e ainda previne doenças.

dieta mediterrânea como funciona

 

O que é a dieta mediterrânea

 

Antes de saber como ela é feita, é importante saber que a dieta mediterrânea foi criada com base em um conjunto de tradições alimentares de países do litoral mediterrâneo, como a Grécia, Itália, Espanha e Portugal. O seu plano alimentar prioriza o consumo abundante de alimentos de origem vegetal como frutas, verduras, legumes, batata, feijão, castanhas, peixes e sementes.

Benefícios da dieta mediterrânea

 

dieta-mediterrânea-coração

Faz bem para o Coração

São muitas as vantagens de seguir essa dieta, pois além de emagrecer ela melhora e previne uma série de doenças. A dieta mediterrânea protege o coração de doenças, previne o derrame, reduz o risco de câncer, protege a pele de agressões, previne problemas na memória e ainda aumenta a longevidade.

Por proporcionar tantos benefícios a saúde, essa dieta é considerada uma das melhores da atualidade.

 

Como fazer a dieta mediterrânea

 

Esse plano alimentar que está fazendo muito sucesso com homens e mulheres, indica o consumo de mais alimentos frescos e naturais e descarta os industrializados.

Com essa mudança na alimentação, você já elimina diversos aditivos químicos, além do excesso de sal e açúcar, que prejudicam a saúde e o emagrecimento. A seguir, veja quais alimentos devem ser inseridos na dieta mediterrânea.

Os alimentos na Dieta Mediterrânea

 

Vamos conhecer um pouco mais sobre os principais alimentos que fazem parte do cardápio da dieta mediterrânea.

 

Peixes

 

Os peixes devem ser inseridos no cardápio da dieta mediterrânea, já que eles são muito mais saudáveis do que outros tipos de carnes. No entanto, não é qualquer peixe. O indicado é consumir de três a quatro porções semanais de pescada, tilápia, sardinha e salmão grelhados ou assados. A carne vermelha e o frango devem ser consumidos esporadicamente na dieta mediterrânea.

Frutas e vegetais

 

Esses alimentos também são essenciais nessa dieta. Mas para manter suas propriedades nutricionais, é preciso preparar os legumes no vapor. O tomate não pode faltar na dieta mediterrânea, pois é rico em licopeno, um poderoso antioxidante. A salada verde também deve fazer parte do cardápio do almoço e jantar. E as frutas podem ser consumidas nos lanches entre as refeições e como sobremesa.

Gorduras do bem

 

O azeite extravirgem, por exemplo, é uma gordura do bem, pois além de ser rico em antioxidantes, proporciona diversos benéficos para a saúde do coração. No entanto, é preciso tomar cuidado para não exagerar na quantidade diária, já que ele é calórico. Na dieta mediterrânea, o ideal é consumir apenas duas colheres de sopa de azeite todos os dias.

Castanhas

 

dieta-mediterrânea-alimentos

Alimentação

Esse plano alimentar saudável também inclui o consumo diário de nozes, amêndoas e castanhas. Elas são importantes porque promovem uma

maior sensação de saciedade, evitando os excessos em outras refeições. Além disso, elas ajudam a controlar os níveis de colesterol. No entanto, é preciso tomar cuidado para não exagerar na quantidade, já que elas são calóricas.

Grãos integrais

 

Os alimentos integrais também não podem faltar na dieta mediterrânea, isso porque eles são fontes de substâncias benéficas para o organismo. Por isso, é preciso incluir no cardápio pequenas porções de lentilha, feijões, grão de bico e soja.

Laticínios

 

Iogurte, leite e queijos também devem fazer parte desse plano alimentar. No entanto, é preciso consumir as versões mais saudáveis dos laticínios como o queijo branco, queijo cottage, ricota, leite desnatado e iogurte natural.

Vinho

 

Pode parecer estranho, mas o vinho também deve fazer parte do cardápio da dieta mediterrânea. No entanto, o ideal é consumir apenas uma taça diária de vinho tinto para completar o cardápio. A bebida é importante nessa dieta, pois ela é rica em polifenóis e resveratrol, substâncias que também protegem o coração.

 

A dieta mediterrânea é muito indicada para quem deseja emagrecer e melhorar a saúde. No entanto, antes de fazê-la, o ideal é consultar um médico ou nutricionista para montar um cardápio de acordo com as suas necessidades.

Se você gostou de saber mais sobre a dieta mediterrênea, não deixe de compartilhar nas redes sociais. Fique por dentro das novidades curtindo nossa Página no Facebook e nosso Perfil no Pinterest.

Gostou? Compartilhe!

GRÁTIS: 45 Dicas Infalíveis para Emagrecer Com Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *